Politécnico da Guarda cria bebida de frutos vermelhos para prevenir a diabetes

Ensino | Investigação

O Instituto Politécnico da Guarda – IPG vai criar uma bebida à base de cereja e mirtilo com propriedades antidiabéticas e anti-inflamatórias. Em parceria com empresas da região, os investigadores e estudantes envolvidos no projecto “RedFruit 4Healt”, financiado em 312 mil euros pelo Plano de Recuperação e Resiliência – PRR, vão desenvolver um produto com benefícios medicinais que possa ser comercializado com recurso a produtos endógenos da Beira Interior.
Luís da Silva, investigador no IPG e coordenador do projecto, explica que “os frutos vermelhos cereja e mirtilo são conhecidos por serem uma grande fonte de nutrientes e pelos vários benefícios que apresentam para a saúde, desde as propriedades anti-inflamatórias até à prevenção da diabetes”.
Para Joaquim Brigas, presidente do Politécnico da Guarda, “este projecto mostra bem como a política que o Politécnico da Guarda adoptou de contratar recursos humanos altamente qualificados para investigarem – e produzirem conhecimento, ciência e inovação – em parceria com o tecido empresarial da região está a produzir bons resultados”.
O “RedFruit4Healt” foi apresentado em Idanha-a-Nova, na presença do primeiro-ministro, António Costa, da ministra da Presidência, Mariana Vieira da Silva, da ministra da Agricultura e Alimentação, Maria do Céu Antunes, da ministra da Coesão Territorial, Ana Abrunhosa, e do secretário de Estado do Ensino Superior, Pedro Teixeira.

Notícias Relacionadas