Museu do Pão assinala 20º aniversário com prémio na área da investigação científica

Seia

O Museu do Pão, em Seia, lançou a primeira edição do seu prémio anual, destinado a evidenciar e a divulgar a investigação científica em torno do pão e dos cereais panificáveis.
Inaugurado em Setembro de 2002, o Museu do Pão é um dos museus mais visitados em Portugal.
Na celebração dos 20 anos, esta segunda-feira, 26 de Setembro de 2022, o Museu do Pão lançou a primeira edição de um prémio que será atribuído trienalmente a três áreas disciplinares: Nutrição / Alimentação, Engenharia Alimentar e História e outras Ciências Sociais. Em 2022, o âmbito do prémio será a Nutrição / Alimentação e podem candidatar-se investigadores que sejam autores de dissertações validadas de mestrado ou de tese de doutoramento, apresentadas em instituições de ensino superior em Portugal e que se enquadrem na área temática anual do prémio.
As candidaturas devem ser submetidas até 18 de maio de 2023, Dia Internacional dos Museus, e serão depois analisadas por um júri de excelência que anunciará o vencedor no dia de aniversário do Museu do Pão, em 2023, numa cerimónia presencial.
O vencedor será reconhecido com a publicação em livro do seu trabalho, sob a chancela do Museu do Pão.
Os trabalhos submetidos a concurso serão avaliados por um júri constituído por seis elementos: Isabel Sousa, Professora Associada com Agregação em Ciência e Engenharia de Alimentos no Instituto Superior de Agronomia da Universidade de Lisboa; Isabel Dinis, Professora coordenadora na Escola Superior Agrária do Instituto Politécnico de Coimbra; Dulce Freire, Especialista na área dos cereais e Historiadora na Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra; Joel Cleto, Arqueólogo, Historiador e Divulgador do Património; Tiago Quaresma, Administrador do Grupo o Valor do Tempo, detentor do Museu do Pão e Michael Fonseca, Panificador no Atelier do Museu do Pão.
O Museu do Pão oferece uma experiência multissensorial através da visita às quatro salas temáticas do museu, um bar-biblioteca, uma mercearia tradicional e um restaurante. Recolhe continuamente, preserva e exibe objectos e património do pão português nas suas vertentes etnográfica, política, social, histórica, religiosa e artística. A transversalidade do tema “Pão” faz deste espaço um verdadeiro ícone independente de idade, género, raça ou credo.

Notícias Relacionadas