Escavações arqueológicas no Monte de São Cornélio mostram núcleos habitacionais

Sabugal

As escavações arqueológicas no Monte de São Cornélio, no concelho do Sabugal, durante o mês de Julho, confirmaram a ocupação humana deste elevado relevo durante a Proto-história. De acordo com a autarquia do Sabugal os resultados excederam as expectativas, tendo sido identificados e escavados três núcleos habitacionais em distintos socalcos do monte.
Prospecções desenvolvidas em simultâneo permitiram a identificação de mais núcleos habitacionais que só trabalhos arqueológicos futuros permitirão conhecer melhor.
A autarquia explica que “os materiais escolhidos vão agora ser catalogados, analisados e estudados, destacando-se um vaso muito completo que exigirá restauro em laboratório de conservação e restauro adequado”. Os dados preliminares apontam para uma cronologia mais específica de meados do I milénio a.C., o período denominado como a Idade do Ferro.
Estas escavações arqueológicas surgem no decorrer do protocolo entre a Câmara Municipal do Sabugal e a Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, sob coordenação de Marcos Osório e Paulo Pernadas, Arqueólogos Municipais, e de Raquel Vilaça, Professora da Faculdade de Letras, tendo este campo de trabalho contado com a participação de nove estudantes de Arqueologia daquela Faculdade.
O estudo do sítio e da sua ocupação terá também expressão em estudos académicos no âmbito das licenciaturas de Arqueologia e do mestrado de Arqueologia e Território no próximo ano lectivo.
A Câmara refere que “os respectivos trabalhos inscrevem-se no estudo do território do Município do Sabugal que, desde há largos anos, tem vindo a ser desenvolvido, havendo dados e materiais que permitirão proximamente ser expostos e apresentados publicamente em exposição no Museu”.
Vítor Proença, Presidente da Câmara Municipal do Sabugal, destacou a importância destes trabalhos e da parceria com a Faculdade de Letras para o conhecimento e preservação do rico e vasto património arqueológico municipal.
Marcos Osório e Raquel Vilaça também realçaram os bons resultados que têm sido alcançados nas várias campanhas de escavações arqueológicas realizadas no concelho do Sabugal e a relevância da componente prática na formação académica dos estudantes.
Recorde-se que no site do Município do Sabugal está disponível para consulta a Carta Arqueológica, com informações referentes aos sítios arqueológicos de cada freguesia, que se encontravam na Base de Dados Municipal.

Notícias Relacionadas