Prémio Solidário Citroën atribuído ao Refúgio Ana Luísa

O Refúgio Ana Luísa, na Guarda, recebeu na segunda-feira, 28 de Abril, Dia Mundial do Sorriso, o Prémio Solidário Citroën, atribuído no âmbito do primeiro aniversário Cápsula do Tempo Guarda 2050.

O prémio foi entregue junto à Cápsula do Tempo, na encosta da Torre de Menagem, por Jorge Magalhães, director de Comunicação da Automóveis Citroën.

A instituição contemplada, o Refúgio Ana Luísa, é uma casa de acolhimento temporário para crianças dos 0 aos 12 anos em situação de risco, pertencente à Fundação José Carlos Godinho Ferreira de Almeida. A instituição acolhe actualmente 10 crianças (com idades entre 8 meses e 7 anos) e tem capacidade para acolher 12.

A acção, promovida pelo Clube Escape Livre, consistiu em abrir à comunidade, durante três semanas, a possibilidade de sugerir uma Instituição Particular de Solidariedade Social do concelho e respectivo destino merecedor do montante de mil euros do prémio. No total, o Clube Escape Livre recebeu 42 emails correspondentes a quatro instituições, que foram propostas ao júri constituído pelos parceiros envolvidos no projeto Cápsula do Tempo Guarda 2050: Clube Escape Livre, Instituto Politécnico da Guarda, Rádio Altitude, Agência para a Promoção da Guarda e a entidade promotora do prémio, a Automóveis Citroën. A votação foi feita individualmente e ditou que a maioria dos votos caísse sobre o Refúgio Ana Luísa.

Durante a cerimónia de entrega do cheque, o director de comunicação da Automóveis Citroën, Jorge Magalhães, disse que o prémio era muito útil para a instituição distinguida. “Trata-se de uma instituição de acolhimento de crianças em situação de risco e que, por essa razão, se debate com necessidades muito específicas, pelo que este nosso contributo em prol da comunidade local tem um sabor ainda mais especial”, declarou.

Luís Celínio, presidente do Clube Escape Livre, valorizou a importância do Prémio Solidário por ser uma forma do Clube e da Automóveis Citroën se associarem no apoio a instituições do concelho da Guarda.

Manuel Luís Fernandes dos Santos, presidente da Fundação José Carlos Godinho Ferreira de Almeida, disse que recebeu a notícia do prémio “com grande satisfação”. O responsável falou um pouco da História da Guarda e afirmou:

“Se os muros da cidade eram, outrora, os braços protectores da Guarda, que daqui se estendiam até ao extremo Norte, hoje, aqui, vejo os vossos braços solidários que, com o Prémio Citroën, se estendem até ao Torreão, onde se situa o Refúgio Ana Luísa”. E acrescentou: “No Refúgio Ana Luísa protegemos crianças, defendemo-las das agruras da vida, preparamo-las para um futuro mais radioso, temos para elas um projecto de vida. Mas precisamos de muita ajuda, e alguma ai está, na atribuição do Prémio Solidário Citroën”. “Em nome dos nossos pequenos bem hajam. Para vós, e para o que representam, as maiores felicidades. E que continuem com os vossos corações solidários a ajudar os que, amanhã, poderão ser o futuro da nossa terra, o futuro do nosso País”, concluiu Manuel Luís Fernandes dos Santos.

Recorde-se que a Cápsula do Tempo Guarda 2050 é um projecto que assinalou os 40 anos do Programa Escape Livre e os 65 Anos da Rádio Altitude. Na Encosta do Tempo, junto à Torre de Menagem, foi enterrada, a 1 de Julho de 2013, uma Cápsula do Tempo onde participaram 40 personalidades de diversas áreas profissionais, com as suas fotografias, objectos e impressões sobre o presente e o futuro da Guarda e da região, e algumas entidades, empresas e turmas de escolas. A Cápsula do Tempo será desenterrada a 1 de Julho de 2050. Até lá, diversas acções serão anualmente desenvolvidas, nomeadamente já no próximo dia 1 de Julho, com programa que o Escape Livre vai divulgar em breve.

Notícias Relacionadas