Moção pede conclusão de obras na Linha da Beira Alta

Assembleia Municipal da Guarda

A Assembleia Municipal da Guarda aprovou, por unanimidade, uma moção onde pede que as obras na Linha da Beira Alta sejam concluídas até Novembro deste ano e que a rede ferroviária de alta velocidade passe pela cidade.
“Pela ferrovia da Guarda a curto e longo prazo” foi a moção apresentada, na reunião do dia 28 de Fevereiro, pelo deputado José Carlos Lopes, eleito pelo movimento Pela Guarda
Recorde-se que a circulação no troço entre Pampilhosa e Guarda, da Linha da Beira Alta, foi encerrada em Abril de 2022.
A Moção refere que o Plano Ferroviário Nacional contém algumas propostas “que podem ser dúbias ou lesivas para a Guarda”, nomeadamente “a não existência de uma paragem na Guarda na futura Linha de Alta Velocidade Aveiro – Vilar Formoso” e “a não passagem” de uma Rede Transeuropeia de Transportes Ferroviária de Alta Velocidade.
A moção agora apresentada pretende exigir, junto do Ministério das Infraestruturas, a conclusão das obras da Linha da Beira Alta até Novembro deste ano e, consequentemente, o retomar do seu regular funcionamento até ao final do ano de 2023, dado o impacto negativo que os atrasos nesta obra têm acarretado para o transporte de passageiros e para o início da actividade do ‘Porto Seco’ da Guarda”.
O documento também pretende “clarificar se, no Plano Ferroviário nacional, está prevista, no serviço de alta velocidade Porto Campanhã – Vilar Formoso e Porto Campanhã – Madrid Chamartín, uma paragem na Guarda e afirmar a posição de absoluta necessidade da mesma por parte da Assembleia Municipal da Guarda”.
A moção vai ser enviada ao ministro das Infraestruturas, com conhecimento ao Presidente da República e ao Primeiro-ministro.
Sobre esta moção, o Presidente da Câmara Guarda, Sérgio Costa, disse que recebia “com muita preocupação” as “incongruências” do Plano Ferroviário nacional e os alertas sobre o atraso nas obras da Linha da Beira Alta que “condicionam o início da operação do Porto Seco”.

Notícias Relacionadas