Hotel de Turismo vai permanecer como unidade hoteleira no centro da cidade

Guarda

“Vários empresários manifestaram, quer junto da Câmara Municipal da Guarda, quer junto da Tutela, a intenção de poderem iniciar a recuperação do nosso Hotel de Turismo”, disse o Presidente da Câmara, no final da última reunião do executivo, realizada esta segunda-feira, 14 de Novembro. Sérgio Costa mostrou “satisfação porque há interesse, há apetência no mercado empresarial para a recuperação, para a reabilitação do nosso Hotel de Turismo”.
Lembrou a importância do imóvel “ter saído do Programa Revive, porque não resultou”, o que foi bem visível “nos concursos desertos”, na “adjudicação a uma empresa que pouco tempo depois entrou num processo especial de recuperação”, e ainda na tentativa de meter no processo “algumas empresas de fundos”.
“Estamos satisfeitos com o caminho que foi feito ao longo do último ano e estará para breve o anúncio da entrega do Hotel de Turismo”, disse Sérgio Costa. Sem certezas quanto à forma como o Governo pretende avançar com o processo (por ajuste directo ou por consulta prévia do mercado), o autarca adianta que o que “importa é que, no mais curto espaço de tempo, se possa tomar essa decisão”.
Sérgio Costa referiu ainda que o antigo Hotel de Turismo deve permanecer como unidade hoteleira “porque fazem falta camas na Guarda”. E acrescentou: “A cidade da Guarda, o concelho precisa de camas”, pois as unidades existentes “estão permanentemente cheias”.
O autarca referiu que “a Guarda precisa mais camas, para aqui poderem ser feitos eventos, poderem alojar aqui pessoas, e sob o ponto de vista turístico também”.
“Este Hotel será, sem dúvida, uma peça fundamental na dinamização social, cultural e económica da nossa cidade”, considerou Sérgio Costa.

Notícias Relacionadas