Assinatura do Contracto de Comodato para cedência de instalações da Unidade de Emergência de Protecção e Socorro

Guarda

A cerimónia de assinatura do Contracto de Comodato, no âmbito da cedência de instalações para a sede do Comando da UEPS – Unidade de Emergência de Protecção e Socorro na está marcado para hoje, 21 de Dezembro, às 10.00 horas, na antiga Escola de S. Miguel, na Guarda. Na assinatura estarão presentes o presidente da Câmara Municipal da Guarda, Sérgio Costa e o Comandante da Unidade de Emergência de Protecção e Socorro, Brigadeiro-General José Rodrigues.
Recorde-se que a Câmara Municipal da Guarda aprovou o contracto de comodato para cedência de Escola de São Miguel para a Unidade de Emergência de Protecção e Socorro da GNR – Guarda Nacional Republicana, na reunião do dia 29 de Novembro. Na altura, Sérgio Costa explicou que com esta medida, “a Guarda vai receber 250 militares”, ou seja vai ter “um novo quartel militar”. Para a instalação da UEPS na antiga Escola de São Miguel, a autarquia terá de realizar algumas obras nos balneários.
A instalação do comando da UEPS na Guarda foi anunciada em 2017 pelo então ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita. Mesmo sem ter localização definida, a intenção de trazer o comando foi confirmada em 2021, pelo mesmo governante, durante a cerimónia de entrega do estandarte nacional à UEPS, na Guarda. Sérgio Costa, explicou que foi possível “chegar a um acordo com a GNR para que se instalem na antiga escola de São Miguel os serviços da UEPS”. “O que aprovámos é que ali seja instalado o Comando Nacional e o Estado-maior da UEPS, uma Companhia Ataque Estendido, o comando da Companhia de Intervenção e Socorro 14 Viseu/Lafões/Beiras e Serra da Estrela/Beira Baixa, o posto de intervenção e protecção e socorro da Guarda e um Centro Nacional de Formação para a UEPS”, explicou.
Sérgio Costa adiantou que “no horizonte da sua instalação, estamos a falar em 250 novos militares da GNR na Guarda.

Notícias Relacionadas