Sessão debate sobre dificuldades e desafios futuros do território

Almeida | Vilar Formoso

“Pensar o território em conjunto” foi o tema da sessão debate, promovida pela Raia Histórica em colaboração com o Município de Almeida, em que participaram empresários e outros agentes do concelho de Almeida. A iniciativa decorreu no dia 11 de Julho, no espaço da Imaculada Business Center, em Vilar Formoso, e foi um momento de partilha e discussão relativamente às dificuldades e desafios futuros do território, com o objectivo de contribuir para uma análise global nos cinco concelhos da área de intervenção do Grupo de Acção Local Castelos do Côa, perspectivando a elaboração de uma estratégia territorial conjunta para uma melhor definição e aplicação dos fundos comunitários. O Grupo de Acção Local Castelos do Côa foi constituído em 2008 para responder às orientações de gestão da Abordagem LEADER no âmbito do PRODER para os concelhos de Almeida, Figueira de Castelo Rodrigo, Mêda, Pinhel e Trancoso.
Os Empresários de Vilar Formoso e do concelho de Almeida pontaram, como principal preocupação, a falta de mão-de-obra e de qualificação dos trabalhadores, principalmente nos sectores da restauração, hotelaria e também na área social, nos Lares de Terceira Idade.
Outras dificuldades apontadas têm a ver com a falta de habitação com condições dignas; a falta de informação relativamente a agilização de processos de candidaturas para diversos apoios e incentivos; a burocracia; e as imposições fiscais.
Como desafio foi referida a necessidade de apostar nas plataformas digitais para a promoção da economia local.
A sessão debate integra um roteiro de elaboração da estratégia participativa no intuito de promover o envolvimento dos cidadãos, das entidades locais e dos agentes económicos, que percorre todos os concelhos da área de intervenção do Grupo de Acção Local Castelos do Côa, Almeida, Figueira de Castelo Rodrigo, Pinhel, Trancoso e Mêda.
Alexandre Ferraz, da Raia Histórica, destacou a necessidade de trabalhar em rede. Disse que devido à falta de mão-de-obra na região, muitos projectos têm dificuldades em cumprir com as metas das candidaturas.
António Machado, Presidente da Câmara Municipal de Almeida, falou sobre o Imaculda Business Center, no edifício da antiga escola primária da Imaculada Conceição na Estação de Vilar Formoso que vai albergar um espaço empresa, em parceria com o IAPMEI, dois espaços Coworking e uma Incubadora de empresas com 4 salas. Adiantou que será um centro agregador dos empresários, empreendedores e investidores.
O autarca salientou que este debate serviu par ouvir as opiniões das forças vivas do concelho de Almeida, reconhecendo a falta de empreendedores.
Lembrou que o Governo ainda não aprovou investimentos estratégicos para Vilar Formoso, como a requalificação do Parque Tir e as ligações para o centro da vila e o nó da fronteira, entre outros projectos.

Notícias Relacionadas