Candidatura das “Fortalezas Abaluartadas da Raia” a Património Mundial da UNESCO

Os Municípios de Almeida, Marvão e Valença vão realizar o acto de entrega do Dossier de Candidatura das “Fortalezas Abaluartadas da Raia” a Património Mundial da UNESCO.

O evento terá lugar no dia 3 de Junho de 2024, no Centro de Estudos de Arquitectura Militar de Almeida (CEAMA), localizado nas Portas Exteriores de Santo António.

O programa começa ás 10.00 horas com a recepção dos convidados, a que se seguirão as intervenções do Presidente da Câmara Municipal de Almeida, António Machado, do Vice-Presidente da Câmara Municipal de Marvão, Luís Costa, e do Presidente da Câmara Municipal de Valença, José Carpinteira.

Ana Paula Amendoeira, da Comissão Nacional Portuguesa do ICOMOS, abordará a Candidatura “Fortalezas Abaluartadas da Raia” e João Campos, Coordenador falará sobre o significado da Candidatura “Fortalezas Abaluartadas da Raia”.

O programa também integra a Saudação da Association Vauban, Alain Monferrand; e a intervenção do Presidente da CNU, Embaixador J. Moraes Cabral.

A entrega do Dossier de Candidatura pelos Presidentes dos Municípios de Almeida, Marvão e Valença, acontecerá às 12.45 horas.

A candidatura do processo de classificação das “Fortalezas Abaluartadas da Raia” à Lista do Património Mundial foi conduzida, coordenada e preparada em estreita colaboração com as comunidades locais dos Municípios de Almeida, Marvão e Valença.

Recorde-se que os Municípios de Almeida, Marvão e Valença, apresentaram o dossier da candidatura das “Fortalezas Abaluartadas da Raia” a Património Mundial da UNESCO, ao Presidente da República.

Numa audiência que decorreu, no dia 3 de Novembro de 2022, no Palácio de Belém, em Lisboa, Marcelo Rebelo de Sousa mostrou-se conhecedor desta candidatura conjunta e considerou que o dossier revela um trabalho muito coeso, completo e de grande valor científico. Prometeu acompanhar de perto o processo da candidatura e revelou que a temática abordada será de grande interesse para Portugal.

Recorde-se que o património abrangido na candidatura integra a Fortaleza de Valença e de Marvão e a Praça-forte de Almeida, exemplares únicos da arquitectura militar dos séculos XVII e XVIII, sendo os mais representativos de sistema abaluartado e na defesa da linha de fronteira.

A raia luso-espanhola é a faixa da fronteira mais antiga e estável do mundo, com cerca de 1319 km, e uma das mais fortificadas da Europa, com particularidades históricas e culturais únicas.

Notícias Relacionadas