Gouveia


“O Universo de Livros Cartoneros” é o tema da exposição que está patente ao público na Biblioteca Municipal Vergílio Ferreira, em Gouveia. Esta exposição, que conta com mais de 100 livros cartoneros de 19 países, foi inaugurada no dia 4 de Fevereiro.
“Em plena crise económica na Argentina, surge, da falta de dinheiro para investir numa editora tradicional, a ideia de com capas de papelão fazer um livrinho com textos fotocopiados”, explica a organização. E acrescenta: “Invertendo-se o destino de um material típico da sociedade de consumo, reaproveita-se o cartão para, através de capas de cartão, dos trabalhos plásticos e das várias técnicas associadas, criar uma peça original, com uma áurea única, que as distingue de todos os outros livros”.
Hoje, as editoras cartoneras, que vão buscar o seu nome ao espanhol “cartón”, afirmam-se, alertar para a consciência ecológica da sustentabilidade do planeta. Criadas por pequenos grupos de pessoas ligadas ao fazer literário e cultural, e em certos casos também a colectivos com preocupações políticas e sociais, funcionam muitas vezes como propostas de intervenção para lançar, junto a textos de autores reconhecidos, vozes e linguagens de sujeitos sempre silenciados.
A exposição que pode ser vista em Gouveia é apenas uma pequena amostra do heterogéneo do universo dos livros cartoneros. O espírito é dar a conhecer ao visitante a proposta editorial que nasceu da precariedade e que hoje se espalha por diferentes lugares do mundo.