Gouveia | Figueiró da Serra


O Movimento Estrela Viva, com o apoio do Município de Gouveia e da União das Freguesias de Figueiró da Serra e Freixo da Serra, promoveu uma acção de recuperação florestal na área ardida de Figueiró da Serra nos incêndios de 2017.
De acordo com autarquia presidida por Luís Tadeu “para além do carácter ambiental, a iniciativa esteve estreitamente ligada à cidadania, tendo contado com uma forte adesão da população”. A iniciativa juntou cerca de 60 pessoas dos 8 aos 80 anos, que contribuíram activamente na recuperação do espaço envolvente às Lagoas de Figueiró da Serra.
No total, foram plantadas e semeadas, cerca de 1000 árvores e arbustos autóctones como carvalhos, castanheiros, bétulas e medronheiros. Também foi promovida a regeneração natural de espécies como as cerejeiras, carvalhos, castanheiros, salgueiros e sabugueiros.
“De modo a restaurar a biodiversidade e recuperação deste espaço em pleno Parque Natural da Serra da Estrela, foram ainda eliminadas espécies invasoras como as acácias, cuja madeira foi aproveitada”, adianta a autarquia em comunicado.
Com esta acção, e de forma a tornar este novo espaço de lazer mais agradável, foram ainda construídas mesas e bancos em madeira, com o aproveitamento da matéria ardida no terreno.
Com a recuperação da área ardida, a União de Freguesias comprometeu-se a efectuar, com o apoio da comunidade local, a manutenção do espaço através de acções regulares de rega.