Covilhã


A cerimónia de Abertura Solene do Ano Académico 2022/2023 da Universidade da Beira Interior (UBI), na Covilhã, estava agendada para esta quarta-feira, dia 26 de Outubro, no Anfiteatro das Sessões Solenes (Polo I).
O programa incluía o tradicional Cortejo Académico, as intervenções do Reitor, Mário Raposo, do presidente da Associação Académica, Ricardo Nora, e a Oração de Sapiência, proferida por Paulo Jorge da Silva Almeida, Professor Catedrático da Faculdade de Ciências, subordinada ao tema “Corantes funcionais. Para além da cor”. A finalizar, esta prevista a intervenção do representante do Conselho Geral.
Do programa também fazia parte a homenagem a uma das incontornáveis figuras da criação do Ensino Superior na cidade, Duarte de Almeida Cordeiro Simões, primeiro director do Instituto Politécnico da Covilhã.
Elisa Pinheiro, fundadora e primeira directora do Museu de Lanifícios, estrutura que nasceu na zona do Polo I, e que preserva espaços da antiga Real Fábrica de Panos e da Real Fábrica Veiga, estava indicada para fazer a evocação de Duarte Simões.
O programa anunciava a entrega de medalha comemorativa à viúva de Duarte Simões, e a inauguração da exposição documental em homenagem ao homem que esteve na instalação do Instituto Politécnico da Covilhã, na Galeria da Real Fábrica de Panos. A cerimónia terminava com o lançamento da medalha comemorativa Dr. Duarte Simões.