Entrevista: João Vaz, Presidente da Easier


João Vaz é natural da Guarda onde fez o seu percurso escolar até 2017, quando ingressou a licenciatura em Administração Pública na Universidade do Minho. Terminou este ano o curso e está, actualmente, à procura do primeiro emprego. Foi Presidente do Centro de Estudos de Administração Pública, Vice-Presidente Interno da ACE Junior Agency, membro do Conselho Fiscal e Jurisdicional da Associação Académica da Universidade do Minho e membro da comissão instaladora do Conselho Nacional de Alunos de Administração Pública. A experiência associativa que acumulou, a excelente equipa que se associou a ele e a desejo que todos partilham por fazer algo de positivo pela cidade que os viu crescer, motivou-o a liderar a criação da Easier.
A GUARDA: O que é a Easier (mais fácil) e qual a razão a escolha do nome em inglês?
João Vaz: A Easier é uma iniciativa constituída por jovens da Guarda, que frequentam ou já frequentaram o Ensino Superior, e que pretende apoiar os seus conterrâneos na transição do Ensino Secundário para o Ensino Superior. O nosso desejo é ser um agente facilitador para os nossos colegas e por isso uma denominação à volta desta temática foi algo natural para nós. A opção pelo inglês surge da necessidade de tornar o nome mais apelativo e até de “mais fácil” dicção.
A GUARDA: Como é que aparece esta iniciativa e com que objectivos?
João Vaz: Esta iniciativa surge através um grupo de amigos que entendeu que os jovens não estão, nem se sentem preparados para fazer uma das transições mais importantes da sua vida. A falta de percepção da importância deste passo no seu futuro e a ausência de informação, resultam em escolhas desinteressadas e pouco pensadas, o que associado ao stress da mudança na vida e rotina leva a que vários jovens se tornem desmotivados ou infelizes com o seu curso. A proposta da Easier é ajudar a resolver ou pelo menos atenuar estes problemas.A nossa actividade não se esgotará no apoio aos estudantes do 11º e 12º anos, que irão enfrentar esta decisão num futuro próximo, acreditamos que actuar junto dos alunos mais novos os fará chegar a esta fase muito melhor preparados e que apoiar os nossos colegas do Ensino Superior na sua integração e desenvolvimento é igualmente positivo.
A GUARDA: No vosso ponto de vista a transição do Ensino Secundário para o Ensino Superior continua a ser uma grande preocupação para os alunos?
João Vaz: É evidente que esta transição continua e continuará sempre a ser uma grande preocupação para os estudantes. Se é verdade que há alguns casos onde a formação académica é mais abrangente e não limita o futuro profissional, também é verdade que há várias profissões muito técnicas e que exigem formação especifica, dando uma importância acrescida a esta decisão. Num inquérito realizado pela Easier, no que toca aos alunos do Ensino Secundário, ainda que no seu geral a maioria dos inquiridos se considere bem informada em relação às suas opções para o futuro, quando reduzimos a pesquisa apenas aos estudantes que terminaram o 12º ano este ano, apenas 56% dos inquiridos consideram estar preparados para iniciar o seu percurso no Ensino Superior, quando analisamos as respostas dos estudantes do Ensino Superior, ainda que, aquando da sua transição, a maioria destes considere que estava preparado, ainda 1 a cada 3 inquiridos sentiu-se mal informados quanto ao processo de candidatura, quanto aos cursos e Instituições de Ensino Superior e teve dificuldades a ambientar-se à sua nova cidade.Esta nunca é uma decisão que deva ser tomada de animo leve, mas no presente, com o momento de incerteza vivido na sociedade em geral e não sendo o Ensino Superior uma exceção, é ainda mais importante que os nossos colegas façam esta transição de forma confiante, confortável e com a melhor preparação possível.Acreditamos que estas são dificuldades intemporais e esperamos poder tornar tudo isto “Easier”.A GUARDA: Quem faz ou pode fazer parte da Easier?João Vaz: Até ao momento, a equipa é constituída por 12 membros, que se formaram ou estão a formar em 11 cursos diferentes e distribuídos por 7 instituições de Ensino Superior. Além dos membros “efetivos”, e de modo a conseguirmos ter uma abordagem mais abrangente, vamos convidar outros colegas para colaborar pontualmente connosco com ideias, testemunhos ou como oradores em atividades.
A GUARDA: De que maneira é que pretendem chegar aos potenciais interessados?
João Vaz: Inicialmente a nossa estratégia passará pela forte divulgação nas redes sociais dos membros e por fazer um bom trabalho, na esperança que isto resulte na melhor forma de divulgação, o “boca a boca”. O passo seguinte, quando a Easier já tiver bases mais sólidas, e as novas rotinas, associadas à realidade que hoje presenciamos, estiverem normalizadas dentro das escolas, tentaremos estabelecer parcerias com as escolas e as respectivas associações de estudantes de modo a conseguir abranger a generalidade do nosso “público-alvo”. Paralelamente, estamos a estudar formas de conseguir que os próprios estudantes do Ensino Secundário colaborem com a Easier, criando assim, uma proximidade real entre os estudantes e a iniciativa. 
A GUARDA: Quais as principais actividades que a Easier pretende realizar?
João Vaz: Inicialmente, e até porque as circunstâncias atuais assim o recomendam, iremos actuar principalmente online, através das nossas redes sociais, Facebook e Instagram, com posts informativos, vídeos, testemunhos, perguntas e respostas, quizzes e outros conteúdos que sejam úteis e divertidos ao mesmo tempo, mas esperamos, já no inicio do próximo ano civil, poder atuar de uma forma mais próxima e mais “real”, através de palestras, debates e workshops presenciais. Sem querer levantar muito o véu sobre as surpresas que ai vem, posso adiantar que uma das nossas primeiras rúbricas serão vídeos, dos membros da Easier, a apresentar os locais turísticos/históricos e a contar algumas das tradições académicas das cidades onde estudam (Lisboa, Porto, Coimbra, Covilhã e Aveiro), por isso se tens interesse ou vais agora estudar para uma destas cidades, fica atento às nossas redes sociais, se não é o caso segue-nos na mesma, pois certamente encontrarás conteúdo do teu interesse nas nossas publicações regulares.