Entrevista: José Manuel Rabaça – Coordenador da Delegação Distrital da Guarda da ANAFRE – Associação Nacional de Freguesias

“O Encontro Luso-Espanhol de Eleitos Locais pretende fazer a abordagem de realidades diferentes entre autarquias Portuguesas e Espanholas”

José Manuel Rabaça, Coordenador da Delegação Distrital da Guarda da ANAFRE – Associação Nacional de Freguesias, é natural de Casal de Cinza, concelho da Guarda. Estudou na Universidade Independente.

Nos tempos livres gosta de viajar.

A GUARDA:  A Delegação Distrital da Guarda da ANAFRE vai promover um Encontro Luso-Espanhol de Eleitos Locais. Quais os objectivos desta iniciativa?

José Rabaça: O Encontro Luso-Espanhol de Eleitos Locais pretende fazer a abordagem de realidades diferentes entre autarquias Portuguesas e Espanholas, bem como a defesa do interior, onde a desertificação é uma triste realidade.

A GUARDA: Qual a razão da escolha de Vilar Formoso para a realização deste Encontro?

José Rabaça: A ANAFRE tem feito acções descentralizadas no Distrito, e como agora se trata de um encontro Ibérico foi escolhido Vilar Formoso por proximidade da fronteira. O Encontro está marcado para sábado, 15 de Junho, a partir das 9.00 horas, no Pavilhão Multiusos, em Vilar Formoso. A sessão de encerramento está programada para as 18.00 horas.

A GUARDA: É importante conhecer o exemplo dos pequenos Ayuntamientos do lado de Espanha?

José Rabaça: Sim, é muito importante. Vamos dar conta de realidades diferentes. Mas também vamos perceber que estes povos de Espanha sofrem da falta de pessoas.

A GUARDA: Quem pode participar neste encontro?

José Rabaça: Neste encontro podem participar todas as pessoas que fazem parte da vida autárquica dos dois lados da fronteira. Podem participar tanto autarcas portugueses como espanhóis.

A GUARDA: Que temas vão ser apresentados e debatidos durante o Encontro?

José Rabaça: Neste Encontro Luso-Espanhol de Eleitos Locais serão apresentados temas relacionados com: Experiências autárquicas; Ordenamento do território; Modelos de Governo autárquico; Defesa de bens e pessoas e animais nestes territórios desertificados;

Possível entre ajuda Portugal / Espanha – povos da raia.

A GUARDA: Quantas freguesias do Distrito da Guarda fazem parte da ANAFRE – Associação Nacional de Freguesias?

José Rabaça: Das 242 freguesias que temos no distrito da Guarda, 144 são sócias daANAFRE – Associação Nacional de Freguesias.

 A GUARDA: Quais as vantagens das freguesias que integram a ANAFRE?

 José Rabaça: As Associadas da ANAFRE têm direito a formação e informação; Apoio na área jurídica e contabilística; Representação na defesa dos seus interesses; Defesa da sua dignidade e da dos seus Eleitos.

Receber o boletim bimensal: «ANAFRE informa…» que leva às freguesias informação atualizada: legislação publicada; informações úteis; notas e notícias; atividade institucional da ANAFRE; respostas às perguntas mais frequentes; protocolos, etc.;

Alojar o site da Freguesia no PORTAL/ANAFRE.

Ter acesso à área reservada do PORTAL onde estão disponíveis pareceres técnico-jurídicos e técnico-contabilísticos.

A Quota Anual a pagar pelas Freguesias associadas à ANAFRE são 0,5% sobre o Fundo de Financiamento das Freguesias (FFF).

Notícias Relacionadas