Viva A GUARDA

O Jornal A GUARDA está a comemorar 120º aniversário. Este Semanário Católico Regionalista aparece entre os poucos jornais centenários que ainda se publicam em Portugal.

A imprensa regional, nomeadamente de cariz católico, surgiu num período muito difícil para a liberdade de expressão, nomeadamente no que se refere à liberdade religiosa, como foi aquele que antecedeu a implantação da república e mesmo o tempo da primeira república.

Com A GUARDA não foi diferente e todos sabemos que enfrentou sérias dificuldades tendo mesmo de encontrar formas para continuar a sua missão de informar.

Desde o primeiro número, com data de 15 de Maio de 1904, que o jornal A GUARDA tem pugnado pela defesa da liberdade e da formação próxima das pessoas. Ao longo de décadas de publicação, as páginas deste semanário são o testemunho de acontecimentos locais, regionais, nacionais e também mundiais. Da Monarquia à República, da Primeira Grande Guerra à Segunda Guerra Mundial, das Aparições de Fátima ao Concílio Vaticano II, dos feitos de D. Manuel Vieira de Matos a D. Manuel Felício, dos lugares mais recônditos à cidade sede da diocese e do distrito, são assuntos que fazem parte dos 120 anos do Jornal A GUARDA.

Ao longo do último século a imprensa regional foi importantíssima no combate pela liberdade que sendo uma realidade tão preciosa está sempre ameaçada.

Estamos agora perante novos desafios resultantes da globalização, das novas redes sociais e tecnologias de informação e dos grandes monopólios económicos que tentam também apoderar-se de toda a rede de comunicação.

Mesmo assim, também hoje a imprensa regional continua a prestar um serviço imprescindível à formação e informação que complementa outros sectores de comunicação e outras formas comunicativas.

Nesta caminhada de décadas, que o Jornal A GUARDA tem vindo a trilhar, fica uma palavra de gratidão a todos os começaram e engrandeceram e dão continuidade a este projecto de comunicação, em terras do interior. Fica também o reconhecimento a todos os que ajudaram e ajudam a manter este semanário, nomeadamente colaboradores, assinantes, leitores e anunciantes.

O jornal A GUARDA continua apostado na informação de verdade e de proximidade.

Notícias Relacionadas