Um voto de louvor

A atribuição de louvor e condecoração do Comando Territorial da Guarda, da Guarda Nacional Republicana,

com a Medalha de Serviços Distintos de Segurança Pública, grau ouro, foi, sem dúvida, uma boa notícia para os militares da GNR que desempenham a sua missão na zona da Guarda.
O despacho lembra que “a história construída ao longo de mais de 100 anos de implantação consagra uma inquestionável bravura e coragem, elevado espírito de missão e de bem servir e dedicação à causa da segurança pública, numa incessante prossecução do permanente bem-estar das populações que abnegadamente serve”.
O documento que dá força ao louvor evoca algumas das missões em que os militares da GNR estiveram envolvidos ao longo dos últimos tempos, nomeadamente cooperação com a Guardia Civil – Comandancia de Salamanca que tem ajudado ma mitigação da criminalidade transfronteiriça, bem como a salvar vidas através do transporte de órgãos. Junta-se a escolta e acompanhamento de diversas vacinas entre a fronteira de Vilar Formoso e Coimbra, no tempo da pandemia, bem como o acompanhamento das pessoas idosas do distrito, através de um aparelho de teleassistência.
Estas e outras missões semelhantes ultrapassam, em muito, alguns preconceitos da generalidade dos cidadãos que reduzem as acções levadas a cabo pelos militares da GNR, apenas “à caça à multa”. Não deixa de ser verdade que, por vezes, poderia haver mais acções de sensibilização do que que de punição, mas também é certo que à boa maneira portuguesa, o relaxamento dá azo a muitas infracções.
Perante um louvor que destaca tantas facetas positivas dos militares da GNR, tiramos o chapéu ao trabalho realizado pelos homens e mulheres da GNR da Guarda que cuidam da nossa segurança com tanto empenho e dedicação.

Notícias Relacionadas