Um novo postulador

A causa de canonização do Antigo Bispo Auxiliar da Guarda, D. João de Oliveira Matos, continua a dar passos.

Sem grande ruído, a Coordenadora Geral da Liga dos Servos de Jesus, Irene Fonseca, esteve em Roma, de 17 de Maio, onde reuniu com sacerdotes da Congregação para as Causas dos Santos. Dos encontros realizados há a destacar a colaboração do Monsenhor Fernando Silva de Matos, que passa a ser o novo postulador da causa de canonização de D. João de Oliveira Matos.
Para esta missão, Monsenhor António Saldanha, um sacerdote nascido nos Açores e que também faz parte da Congregação para a Causa dos Santos, desempenhou um papel importante, na mediação pois encorajou Monsenhor Fernando Matos a aceitar a importante missão de ser o postulador da causa de canonização do venerável D. João de Oliveira Matos.
Os contactos também tiveram a mediação de D. António Moiteiro Ramos, Bispo de Aveiro, que confia na continuidade do compromisso do vice-postulador, na divulgação da santidade de D. João de Oliveira Matos.
Para que o processo de canonização possa avançar prosseguem as diligências para apresentar um milagre, ou seja, um relato, fundamentado, de um acontecimento que contrarie as leis da natureza e que a ciência não consiga explicar, atribuído à intercessão de D. João de Oliveira Matos.
A nova nomeação de um postulador, após renúncia por idade avançada do Monsenhor Arnaldo Pinto Cardoso, é mais um passo significativo rumo ao reconhecimento oficial, pela Igreja de que D. João de Oliveira Matos é um exemplo a imitar e a seguir.
O Vaticano publicou, no dia 4 de Junho de 2013, o decreto que reconhece as “virtudes heróicas” do antigo Bispo Auxiliar da Guarda. O processo do fundador da Liga dos Servos de Jesus consta de 23 volumes e foi entregue em Roma, no dia 19 de Maio de 1998.

Notícias Relacionadas