Sentir o pulsar da Guarda em Santiago de Compostela

Primeiro foi a caminhada entre o Monte do Gozo e a Catedral de Santiago de Compostela e depois a Missa do Peregrino. Num e noutro momento foi possível sentir o pulsar da tenacidade e da audácia de gente que acredita na promoção da Guarda em todas as actividades que organiza.

Tive o privilégio de me juntar, na cidade do Apóstolo, ao grupo organizado pelo Clube Escape Livre, que tinha partido de Trancoso, na manhã do primeiro dia de Outubro, através dos antigos caminhos dos peregrinos, agora em veículos todo-o-terreno.
Foi uma honra participar na Missa do Peregrino, durante a qual Luís Celínio, presidente do Clube Escape Livre, fez a evocação ao Apóstolo Santiago em nome de todos os peregrinos do Off-Road Bridgestone / First Stop Caminho de Santiago. Entre peregrinos de diversas nacionalidades, arcebispos, bispos e padres, ficámos de coração cheio quando ouvimos ecoar, nas naves da magnífica e grandiosa Catedral, uma evocação em português em que a referência à Guarda não foi esquecida. Trajado a rigor como cavaleiro da Ordem do Caminho de Santiago, Luís Celínio mostrou que a Guarda é conhecida em Santiago de Compostela.
“É sempre uma enorme honra fazer esta expedição até Santiago de Compostela e contar com o apoio dos nossos parceiros para proporcionar 5 dias de aventura fora de estrada aliados à história, gastronomia, religião e património”, disse o presidente do Clube Escape Livre.
Como cavaleiro da ordem do Caminho de Santiago tem a incumbência de promover o caminho a nível nacional e internacional e sabemos que não tem deixado estes créditos por mãos alheias. E vai sempre mais longe. Para além de promover o Caminho de Santiago, Luís Celínio sabe promover muito bem os caminhos da Guarda, dos quais se tornou um digníssimo embaixador.

Notícias Relacionadas