Homenagear o ensino

Homenagear o ensino em geral reflecte também a homenagem pessoal e particular de todos os que mostram o caminho do conhecimento.

É uma oportunidade para destacar o trabalho árduo e muitas vezes desrespeitado que os educadores realizam diariamente.
Sabemos que os professores não transmitem apenas conhecimento, mas também inspiram, encorajam e moldam as mentes dos alunos. São, juntamente com os pais, os grandes responsáveis por preparar as próximas gerações para os desafios do mundo, ao mesmo tempo que as capacitam para se tornarem cidadãos conscientes e responsáveis. Quem já passou pelos bancos da escola sabe que é assim.
No dia da cidade, a Câmara da Guarda vai homenagear o ensino na Guarda, espelhado em diversos estabelecimentos que, ao longo do tempo, têm ajudado e inspirado gerações e gerações de crianças e jovens. Uns mais antigos que outros, mas todos com o mesmo propósito de transmitir conhecimento e valores.
Quando a cidade da Guarda assinala o 824º aniversário da atribuição de foral pelo rei D. Sancho I, recordando outros tempos e outras prioridades, a autarquia decidiu olhar para os estabelecimentos de ensino e vai atribuir-lhes a Medalha de Mérito do Município. O galardão ao Agrupamento de Escolas Afonso de Albuquerque, Agrupamento de Escolas da Sé, Ensiguarda, Escola Regional Dr. José Dinis da Fonseca (Outeiro de S. Miguel), Conservatório de Música de S. José da Guarda e Instituto Politécnico da Guarda, é o reconhecimento a todos aqueles que ao longo dos anos passaram por estas instituições e deram o melhor de si em prol do ensino e dos alunos. Com a sua dedicação ajudaram a formar outros professores, médicos, engenheiros, arquitectos, cientistas… e muito mais.
Nesta homenagem, considero que também cabe uma outra instituição de ensino da cidade, a mais antiga da Guarda, o Seminário. Sabemos que o Estado é laico, ou seja, na forma de estruturação e governo não existe privilégio ou intervenção de qualquer confissão religiosa, para não criar conflitos de interesses entre os corpos governativo e religioso e não salientar uma crença em detrimento das demais. Neste caso não existira qualquer ponto de conflito pois é única e o reconhecimento do Seminário como uma instituição de ensino faria justiça a tantos homens que, ainda hoje, ocupam lugares de referência na cidade, na região e no País e no Mundo.

Notícias Relacionadas