Valorpneu cumpriu 20 anos de atividade com o 20º Encontro Valorpneu

Este ano a Valorpneu está de parabéns, celebra 20 anos de atividade! Esta celebração teve o seu auge no 20º Encontro Valorpneu, que decorreu nos dias 22 e 23 de novembro, no Vidago Palace Hotel, em Chaves.

A Valorpneu cumpriu 20 anos de atividade e para sublinhar este merco importante, realizou o 20º Encontro Valorpneu nos passados dias 22 e 23 de novembro tendo como pano de fundo a majestosa paisagem do Vidago Palace Hotel, em Chaves. Oportunidade para partilhar experiências e discutir temas que possam vir a potenciar o crescimento do Sistema de Gestão de Pneus Usados (SGPU) em Portugal.
A Valorpneu está de parabéns! Vinte anos de atividade na área da gestão de pneus usados e com a importância dessa gestão a ser cada vez mais decisiva na sustentabilidade do ambiente.
Para comemorar de forma condigna esta efeméride, a Valorpneu realizou o 20º Encontro Valorpneu na cidade de Chaves e tendo como palco o Vidago Palace Hotel. A excelência do local inspirou, no primeiro dia, os convidados a encetar um dia de visita a Chaves em ameno convívio. Um dia excelente que deixou via aberta para um segundo dia de trabalho com várias apresentações e uma mesa-redonda subordinada ao tema “Valorpneu: há 20 anos a contribuir para um futuro sustentável”.
Porque a data era importante e o tema também, estiveram presentes a Direção Geral das Atividades Económicas (DGAE) e a Agência Portuguesa do Ambiente (APA). A primeira representada – à distância via vídeo – por Fernanda Dias, diretora geral, a segunda por Ana Cristina Carrola, vogal do Conselho Diretivo.
A representante da DGAE avançou com uma novidade. “A DGAE e a APA estão este ano a finalizar os trabalhos de revisão do novo quadro legal aplicável aos fluxos de resíduos abrangidos pela responsabilidade alargada do produtor e onde serão definidas as regras para a atribuição de novas licenças a partir de janeiro de 2024”.
Adiantou, ainda, que “tendo em conta que estão a ser definidos os critérios de Ecomodelação, previstos no Unilex, as entidades gestoras têm de considerar o Ecodesign no modelo de cálculo de valor das prestações financeiras, a prestação financeira (Ecovalor) a pagar pelos produtores será maior ou menor consoante demonstrem maiores ou menores preocupações de sustentabilidade ambiental e de economia circular”.
Para a diretora geral da DGAE, a Valorpneu enquanto entidade gestora de pneus em Portugal “irá desempenhar um papel essencial perante este desafiante quadro legislativo que irá entrar em vigor”.
Já Ana Cristina Carrola enalteceu o contributo da Valorpneu como entidade gestora de pneus em fim de vida. Ainda que “o atual modelo de desenvolvimento económico não é sustentável e que por isso existem muitos desafios emergentes” o papel da Valorpneu e dos parceiros envolvidos é fundamental.
Climénia Silva, diretora geral da Valorpneu, fez uma alocução onde destacou os factos mais relevantes de 2022. Elencou a Guerra na Ucrânia, o agravamento das condições económicas pela adaptação às alterações legislativas ocorridas em 2021, pela aplicação de novos critérios e normas, pelo reforço da operação no SGPU e pela aposta na prevenção, SC&E e na I&D.
Esta também ofereceu alguns números que permitem entender a importância da Valorpneu. Referiu que em 2022 vão ser recolhidos cerca de 86.600 toneladas de pneus usados, evitando a produção de 160.000 toneladas de emissões de CO2, o que leva a que mais uma vez a taxa de recolha esteja acima das suas obrigações, chegando aos 114%.
Outra mesa-redonda contou com a presença de diversas entidades que contribuíram para o desenvolvimento sustentável dos 20 anos desta entidade gestora e que irão certamente contribuir para o futuro quer da Valorpneu, quer do sector em geral.
As 72.700 toneladas de pneus recolhidos que estão dentro do objetivo da sua licença tiveram como destino a reciclagem (84,9%), a valorização energética (11,6%) e a recauchutagem (2,8%).
Por outro lado, no âmbito do 20º Encontro Anual da Rede foi ainda atribuído o Prémio de Centro de Receção de Pneus Usados, que este ano foi entregue a duas entidades, nomeadamente a Metais Jaime Dias, S.A. e a Benta&Benta Lda.
Finalmente, a Associação Florestal e Ambiental do Concelho de Chaves foi a instituição escolhida pela Valorpneu para a redução do impacto ambiental do 20º Encontro da Rede.
Sobre a Valorpneu
A Valorpneu é uma organização sem fins lucrativos constituída em fevereiro de 2002, com o objetivo de organizar e gerir o sistema de recolha e destino final de pneus usados através de um sistema articulado de processos e responsabilidades que visa o correto encaminhamento dos pneus em fim de vida, promovendo a recolha, separação, retoma e valorização.
Além disso, a Valorpneu promove ainda a sensibilização e comunicação para incentivar as boas práticas e fomentar a utilização dos materiais reciclados de pneu, bem como o financiamento de atividades de I&D que contribuam para atingir os seus objetivos. Este sistema é financiado pela cobrança de um Ecovalor aquando da venda de um pneu introduzido no mercado nacional.

Notícias Relacionadas