Seminaristas da Guarda vão às aulas na Faculdade de Teologia, em Braga

Semana dos Seminários

‘Não te envergonhes de dar testemunho de Cristo’ é o tema da Semana dos Seminários 2022, que começou a 30 de Outubro e termina esta Domingo, dia 6 de Novembro. Os seminaristas da Guarda estão, actualmente, no Seminário Interdiocesano de São José, em Braga, e frequentam as aulas na Faculdade de Teologia da Universidade Católica em Braga, juntamente com outros alunos.
Francisco Coimbra (Covilhã), Ricardo Bernardes (Brasil/Manteigas) e Tiago Fonseca (Covilhã) são os seminaristas da Diocese da Guarda que frequentam o Seminário, juntamente com seminaristas das dioceses de Viseu, Lamego e Bragança,
Nas actividades pastorais, os seminaristas “estão inseridos em voluntariado e em paróquias da cidade de Braga e arredores”.
O Padre Serafim Reis, que acompanha os seminaristas em Braga, explicou que “para além deste trabalho pastoral na zona de Braga, em cada trimestre, os seminaristas também fazem uma actividade na sua Diocese e têm uma ida mensal às famílias”. Este responsável adianta que “além do currículo académico na universidade, procuramos complementar com formação humana e espiritual o seu crescimento integral”.
Serafim Reis referiu que este ano haverá “especial atenção à preparação da Jornada Mundial da Juventude”.
Sobre os seminaristas que frequentam actualmente o Seminário Interdiocesano de São José, em Braga, “a comunidade, além de interdiocesana, já reflecte a interculturalidade do País”, com a presença de jovens de Portugal, Brasil, São Tomé e Angola. “Esta é a expressão da nova realidade no Seminário Interdiocesano”, explica Serafim Reis.
Na Mensagem para a Semana dos Seminários, o Bispo da Guarda renova o “pedido de oração intensa às famílias e às comunidades pelos seminários, invocando o Senhor da Messe para que mande operários para a sua Messe e toque o coração de jovens capazes de responder à chamada para dar este passo em frente”.
D. Manuel Felício lembra que “além de ajuda espiritual, os seminários precisam de ajuda material”, por isso, confia “na generosidade do Povo de Deus, que aprecia o serviço dos sacerdotes e sofre quando este lhe falta”. E acrescenta: “Os ofertórios do próximo domingo são uma das formas de o Povo de Deus materializar esta ajuda aos seminários que lhes oferecem os sacerdotes de que precisam”
A Conferência Episcopal Portuguesa pede aos cristãos que, na sua oração pessoal, familiar ou comunitária, “rezem de forma mais intensa pelos seus Seminários”.
O presidente da Comissão Episcopal das Vocações e Ministérios explica que a oração “não só exprime e reforça a comunhão” com os Seminários como “é uma forma insubstituível de ajuda espiritual”, referindo que estas casas de formação, em geral, também “carecem de maior apoio material”. Realça também que a Semana dos Seminários “é momento oportuno” para que as Dioceses e Congregações Religiosas, “o conjunto da Igreja e a sociedade” tenham consciência da realidade actual destas casas.

Notícias Relacionadas