“Caminhar juntos rumo à grande meta do Tríduo Pascal”

> Diocese > “Caminhar juntos rumo à grande meta do Tríduo Pascal”
Jornal A Guarda

Mensagem para a Quaresma

A Quaresma é o grande retiro de todo o povo de Deus, em preparação para viver as alegrias da Páscoa.
Vamos aproveitar para caminhar juntos rumo à grande meta do Tríduo Pascal, com a Pessoa de Cristo Ressuscitado e vivo sempre à frente, apontando-nos o caminho da nossa renovação pessoal e das nossas comunidades.
Temos pela frente 40 dias que nos interpelam, sobretudo pela escuta mais atenta da Palavra de Deus e pela celebração dos sacramentos, mas também pelo renovado esforço para aprofundarmos a comunhão com Cristo e uns com os outros.
Vamos neste tempo quaresmal dar especial atenção às propostas para caminhar juntos que nos faz a Comissão Sinodal Diocesana. Isto, também tendo em conta que a Igreja se prepara para viver dois sínodos sobre a sinodalidade, um este ano e o outro no pró­ximo.
São propostas simples para nos escutarmos uns aos outros e, nessa escuta, discernirmos a voz do Espírito, a dizer-nos o que quer de nós e das nossas comunidades, nas circunstâncias atuais. Ainda não conseguimos dar todos os passos que nos são pedidos, mas certamente que a ascese recomendada neste tempo especial vai ser ajuda preciosa.
Queremos, na simplicidade dos nosso encontros regulares, sobretudo aqueles que os vários serviços em que estamos envolvidos pedem, experimentar como é bom e libertador descobrir a originalidade de cada um e cada uma de nós, com seus muitos dons e carismas, mas também com as limitações e defeitos que é preciso tentar corrigir.
A Quaresma é, assim, também tempo favorável para exame de consciência, diante de Deus e da Sua Palavra. Todos temos necessidade de conversão e sabemos que Deus nos espera sempre, em Sua Misericórdia sem limites, para nos dar o abraço do reencontro, principalmente através do Sacramento da Reconciliação.
Na sua Mensagem para a Quaresma, o Papa Francisco convida-nos a subir ao monte, com todo o esforço que é preciso fazer em qualquer subida, para fazermos a experiência feliz e antecipada de Cristo Ressuscitado e depois regressarmos mais motivados à planície do nosso caminhar conjunto de Povo de Deus.
E este é um verdadeiro caminho de ascese, na subida, onde as três recomendações tradicionais do jejum, da esmola e da oração mais intensa nos encaminham para sermos especialmente sensíveis às necessidades dos irmãos.
A nossa renúncia quaresmal deste ano destina-se às vítimas do terramoto que afetou a Síria e a Turquia e uma parte também para ajudar os nossos jovens mais carenciados a ter possibilidade de participar na Jornada Mundial da Juventude, no próximo verão.
Guarda, 18 de fevereiro de 2023
+ Manuel da Rocha Felício, Bispo da Guarda

Últimas notícias

24 de Maio, 2024
A imprensa regional é parceira e peça chave do desenvolvimento local
24 de Maio, 2024
Jornadas Diocesanas da Pastoral Social dedicadas à sustentabilidade das instituições
23 de Maio, 2024
Figueira de Castelo Rodrigo – Encontro de Professores Aposentados do Distrito da Guarda
23 de Maio, 2024
Seia – Jornadas de Museologia nas Misericórdias
23 de Maio, 2024
Manteigas – Luís Tavares e Emília Barbeira vencem Prémio Dr. João Isabel

Notícias Relacionadas