Bispo da Guarda pede aos católicos que, neste Natal, encontrem espaço para Jesus.

Na homilia da Missa do Primeiro Domingo do Avento

O bispo da Guarda assinalou, no último domingo, de Novembro, na Catedral diocesana, o início do tempo do Advento, pedindo aos católicos que, neste Natal, encontrem espaço para Jesus.
“Perguntemo-nos, por isso, desde já, se, no meio das ofertas comerciais deste Natal, há lugar para Jesus no nosso coração e inclusivamente se estamos dispostos a arredar tudo o que possa impedir esse lugar”, disse D. Manuel Felício, na homilia da Missa, perante uma vasta assembleia de fiéis.
O Prelado referiu que a palavra “advento” significa “vinda”, o tema central das semanas que antecedem o Natal. E explicou: “O tempo do Advento prepara-nos para a vinda de Jesus. A própria palavra “advento” significa vinda, apontando para a primeira vinda no Presépio de Belém, mas também para a segunda vinda, no fim dos tempos, que levará a história humana à sua plena realização”.
“É importante, desde já, que cada um de nós se pergunte sobre se, na sua vida pessoal, na da sua família e também dos espaços humanos e sociais que frequenta, há lugar para acolher a vinda de Jesus”, acrescentou.
O bispo da Guarda também dedicou uma parte da homilia à defesa da “casa comum”, evocando a COP28 que decorre no Dubai, e à sinodalidade.
Sobre a casa comum que é este mundo que habitamos e os recursos da natureza disse que “é grande a responsabilidade que temos quanto à forma como usamos os recursos naturais criados por Deus para servirem a todos os que são chamados a habitá-la, tanto os atuais como os futuros”.

Notícias Relacionadas