Portugueses prosseguem no Dakar

O saudita Yazeed AlRahji conquistou a primeira etapa no Rali Dakar 2015,

ao impor-se na oitava tirada da prova, que no último domingo se disputou entre Uyuni (Bolívia) e Iquique (Chile). Na especial de 784 quilómetros AlRahji bateu por 1m12s o argentino Orlando Terranova, vencedor da etapa da véspera, enquanto o líder da prova, Nasser Al-Attiyah foi terceiro, a 2m36s.
Krystof Holowczyc e Nani Roma, da equipa X-Raid Mini, conseguiram os quinto e sexto lugares na etapa, à frente de Stéphane Peterhansel, da Peugeot. Atrás de si, o melhor português, Carlos Sousa, que na oitava etapa foi o 10.º mais rápido, a 12m52s do vencedor AlRahji, antecedendo o seu companheiro de equipa na Mitsubishi Brasil, Gulherme Spninelli. Na classificação geral, a Mini prossegue em primeiro lugar com Nasser Al-Attiyah, seguido de Giniel de Villiers (Toyota), e de Krzysztof Holowczyc (Mini). Carlos Sousa (Mitsubishi) encontrava-se, no final de domingo, em nono lugar da geral, e Ricardo Leal dos Santos (Nissan), que tinha conquistado a 19.ª posição na especial cronometrada de domingo, encontra-se em 27º da geral. Nas motas, destaque para a vitória de Paulo Gonçalves (Honda), que deixou Marc Coma a 14 segundos, ao passo que Mathias Walkner foi terceiro, a 30 segundos. Hélder Rodrigues, que havia vencido na sexta-feira, ficou em oitavo, a 4.05 minutos de Gonçalves, e Ruben Faria acabou em 14.º, a 6.41. Mário Patrão alcançou o 48.º melhor tempo na tirada à chegada a Uyuni, na Bolívia, depois de iniciar a “especial” cronometrada no 110.º lugar. Patrão totalizou mais 1h37m34s que o vencedor, o português Paulo Gonçalves, depois de numa etapa atacada pelas fortes chuvadas ter ficado sem sistema de road book.
Na classificação geral Paulo Gonçalves segue em terceiro, Hélder Rodrigues em sexto (a 33.56 do 1.º) e Ruben Faria desceu a oitavo, a 40.55 de Barreda Bort. Patrão ocupa agora o 51.º lugar.

Notícias Relacionadas