Paula Sousa Pinheiro venceu Prémio de Arquitectura do Douro 2022

Com a proposta “Quinta do Saião” – Vila Nova de Foz Côa

A CCDR-Norte distinguiu a Arquitecta Paula Sousa Pinheiro – e a sua proposta “Quinta do Saião – Enoturismo – Projecto de reconstrução do assento agrícola (Vila Nova de Foz Côa)” – com o Prémio de Arquitectura do Douro 2022.
A entrega do prémio decorreu na cerimónia de encerramento das comemorações do 20.º aniversário da classificação do Alto Douro Vinhateiro como Património Mundial, que se realizou na Casa de Mateus, em Vila Real, no dia 14 de Dezembro de 2022.
A obra de Enoturismo na Quinta do Saião, da autoria de Paula Sousa Pinheiro, revelou, para o júri, uma notável postura de “saber estar” no território, de grande valia e excepcionalidade, e cumpridora integral do objectivo de promoção e divulgação das boas práticas do exercício da arquitectura nesta região Património Mundial da UNESCO.
O júri considerou que o projecto compreendeu e respeitou integralmente o contexto preexistente do local, no sentido de fundamentar as suas linhas orientadoras, elevando um assento agrícola obsoleto na sua função original a um estado de excelência no seu novo uso.
O Prémio de Arquitectura do Douro assinalou, em 2022, a 7.ª edição, enquadrando-se no programa oficial das Comemorações dos 20 Anos do Alto Douro Vinhateiro Património da Humanidade.
Lançado em 2006, o Prémio de Arquitectura do Douro é um concurso bienal que procura distinguir e promover boas práticas do exercício da arquitectura realizadas na região após a inscrição do Alto Douro Vinhateiro na Lista do Património Mundial da UNESCO. Podem concorrer intervenções de construção, conservação ou reabilitação de edifícios ou conjuntos arquitectónicos, bem como intervenções de desenho urbano em espaço público.
A iniciativa é promovida pela CCDR-Norte e a Câmara Municipal de Vila Nova de Foz Côa, em parceria com a Ordem dos Arquitectos – Secção Regional do Norte, a Direcção Regional de Cultura do Norte e a Entidade Regional de Turismo Porto e Norte.
“A Quinta do Saião localizada a 2 km da aldeia do Pocinho desenvolve-se como um grande anfiteatro natural voltado para o rio Douro. Nasce da comunhão entre o savoir-faire da cultura dos vinhos e o prazer de receber que tanto caracteriza a família Van Zeller, preservando e valorizando a biodiversidade e o património histórico, natural e paisagístico da região do Douro Superior”, descreve o site dedicada à Quinta do Saião.

Notícias Relacionadas