Fotógrafo alemão Arez Ghaderi venceu Concurso Transversalidades

Centro de Estudos Ibéricos

O fotógrafo alemão Arez Ghaderi, com o portfolio intitulado “On the way to Italy”, um conjunto de imagens que ilustram a saga da travessia marítima de imigrantes africanos rumo à Europa foi o grande vencedor, foi o grande vencedor da 12ª edição do Concurso Transversalidades – Fotografia sem Fronteiras do Centro de Estudos Ibéricos. O júri premiou 19 dos mais de 600 concorrentes. Participaram nesta edição 70 países, sendo galardoados fotógrafos de 14 nacionalidades: Portugal, Moçambique, Alemanha, Vietnam, Estados Unidos, Indonésia, Espanha, Irão, Argentina, Turquia, Brasil, Afeganistão, Coreia do Sul, Peru.
Na categoria “Património natural, paisagens e biodiversidade” os vencedores foram: Prémio Tema – Son Duong Cong (Vietnam); Menções honrosas – Gabriela Martinez Manosalva (Estados Unidos); Wahyu Budiyanto (Indonesia); Adra Pallón (Espanha).
Na categoria “Espaços rurais, agricultura e povoamento” o Prémio Tema foi para Mercedes Castro (Espanha) e as Menções honrosas para Javier Arcenillas (Espanha); Mohammad Reza Fathi (Irão); Felipe Tomás Jiménez Ordóñez (Espanha).
Na categoria “Cidade e processos de urbanização”, o Prémio Tema foi para Rubén Horacio Romano (Argentina) e as Menções honrosas para Erçin Ertürk (Turquia); Gerson Luís Turelly (Brasil).
Na categoria “Cultura e sociedade: diversidade cultural e inclusão social”, o Prémio Tema foi para Sayed Habib Bidell (Afeganistão) e as Menções honrosas para Ollie Pitt (Coreia do Sul), Pedro José Saavedra Macías (Espanha), Jose Carlos Rozas Carazas (Peru), Quico García (Espanha).
A edição deste ano contemplou ainda dois prémios especiais. A saber, o apoio Fujifilm para um concorrente português: Adão Salgado; e o Apoio CEI para um concorrente dos Países Africanos de Língua Portuguesa: Julia Mena Guirrugo, de Moçambique.
O projecto Transversalidades – Fotografias Sem Fronteira teve início em 2011 com os objectivos de aproveitar o valor estético, documental e pedagógico da fotografia para valorizar territórios com menos visibilidade e de fomentar o diálogo entre territórios, pessoas e instituições que se encontram dispersas pelas amplas geografias do planeta. Os resultados da edição de 2023 reafirmam a qualidade e o alcance que o Concurso tem vindo a granjear, reconhecido como um dos principais concursos de fotografia a nível nacional.
A exposição e o lançamento do catálogo desta edição terão lugar na Galeria de Arte do Teatro Municipal da Guarda, no dia 15 de Dezembro, pelas 18.00 horas.

Notícias Relacionadas