Projecto “Vila Garcia – Uma Aldeia em Movimento” ainda não saiu do papel

Vencedor do Orçamento Participativo 2021

Requalificar um espaço público criando um zona de lazer intergeracional é o principal objectivo do projecto “Vila Garcia – Uma Aldeia em Movimento”, que venceu o Orçamento Participativo de 2021. A valorização do espaço em Vila Garcia, concelho da Guarda, pretende criar circuitos pedonais, um parque infantil e a colocação de vários equipamentos de ginástica, de maneira a promover o ambiente, a mobilidade, o bem-estar e o convívio entre gerações.
O projecto foi apresentado, no dia 5 de Junho de 2022, pela Associação Cultural e Recreativa Vila Garcia em Movimento, à comunidade há quase um ano mas as obras ainda não saíram do papel.
Em entrevista ao Jornal A GUARDA (ver páginas 8 e 9), Maria Ribeiro, presidente da Associação Cultural e Recreativa Vila Garcia em Movimento, refere que “o projecto já foi apresentado” mas precisa de “vários ajustes no que concerne à necessidade de obter estudos das várias especialidades”. E acrescentou: “O aumento do valor das matérias-primas e dos equipamentos também deu origem a vários condicionalismos, mas o mesmo irá avançar com a maior brevidade possível”.
Recorde-se que “Vila Garcia, uma Aldeia em Movimento” foi o projecto vencedor do Orçamento participativo Guarda 2021, com 56% dos votos, num total de 760, na plataforma de votação online.
A Associação Vila Garcia em Movimento apresentou a proposta “Vila Garcia – uma aldeia em movimento’ com o objectivo de valorizar uma área pública que se encontra degradada, onde pretende criar um espaço que possa vir a ser uma mais valia para as crianças e idosos que vivem na aldeia e para o próprio concelho da Guarda.
“Tratando-se de uma aldeia com enorme futuro”, a Associação pretende que o espaço, que integra o projecto, se torne uma referência em actividades ligadas ao Ambiente e à Mobilidade, “ao mesmo tempo que se traduzam em espaços de lazer e de actividades que façam jus à nossa grande valência que são as pessoas que aqui vivem”.
O espaço em que vai nascer o projecto “é um descampado sem qualquer qualidade ambiental, onde a vegetação arbórea é praticamente inexistente, onde estão depositados resíduos de construção e demolição, não sendo aprazível nem seguro”. A Associação adianta que ao lado do polidesportivo está localizada “a estação elevatória de águas residuais domésticas, que para além do impacto visual emana cheiros nauseabundos na maior parte do ano”.
Para a Associação de Vila Garcia “trata-se de um espaço que necessita de uma requalificação ambiental urgente e que paralelamente pode ser complementado com equipamentos que o tornem mais atractivo e promovendo simultaneamente a sua utilização por um maior número de pessoas, de diferentes faixas etárias”. E acrescenta: “O aproveitamento da geomorfologia do terreno anexo, possibilita ainda a instalação de circuitos pedonais e de BTT”.
Para além do projecto “Vila Garcia – Uma Aldeia em Movimento”, o Orçamento Participativo da Guarda 2021 teve mais sete projectos a votação, três dos quais direccionados para uma rede de bicicletas partilhadas na cidade da Guarda. Os outros projectos incidem sobre placas informativas anexas aos monumentos da cidade, visitação sustentável de Geossítios, Grande Rota do Vale do Mondego, e Ciclovia – Percursos de orientação permanente.

Notícias Relacionadas