Jovem da Guarda integra grupo que criou um microssatélite

Universidade de Aveiro

Um grupo da Universidade de Aveiro onde se inclui o Guardense Filipe Silva, desenvolveu o Bei-Sat, um protótipo inovador de um microssatélite de monitorização atmosférica massiva, que foi seleccionado para ser lançado e testado em condições reais dia 12 de Outubro em Bréscia, Itália.
O grupo composto no total por 7 elementos criou de raiz um microssatélite com metade do peso e o dobro da capacidade de processamento de equipamentos similares, devido essencialmente à adopção de soluções muitas delas disruptivas nomeadamente no desenho e execução da central de processamento, no material e forma da estrutura exterior, no protocolo de transmissão de dados, na configuração tripla do paraquedas e pela adopção intensiva de algoritmos avançados de Machine Learning para aumentar a quantidade, qualidade e a rapidez de análise dos dados atmosféricos obtidos. Os objectivos deste projecto estão alinhados com a estratégia espacial nacional de transformar Portugal numa nação espacial em 2030 – “Portugal Space 2030”.
O Projecto é apoiado e co-financiado pelo IT – Instituto de Telecomunicações, PT Space e Space Azores.

Notícias Relacionadas