Dia da Cidade dedicado à educação com distinção dos estabelecimentos de ensino da Guarda

Câmara projecta investimento de 20 milhões de euros no Parque Escolar

“Estamos a projectar um enorme investimento no nosso Parque Escolar, de mais de 20 milhões de euros, tal como preconizado na revisão da Carta Educativa Municipal recentemente homologada, para os próximos 10 anos”, disse o presidente da Câmara Municipal, na sessão solene que assinalou o 824 aniversário da cidade da Guarda, e foi dedicada à educação.
Sérgio Costa adiantou que “o Município vai proceder à requalificação dos espaços educativos, do Pré Escolar ao Ensino Secundário, numa actuação estratégica de pugnar, de forma assertiva, pela melhoria e modernização sustentada das condições físicas das escolas do Concelho, que permita às nossas crianças, jovens e comunidade educativa, o seu desenvolvimento integral”.
Referiu que a autarquia vai dar “início ao procedimento para um novo Centro escolar na Cidade a localizar nos terrenos do antigo Matadouro, com maior proximidade aos bairros da cidade, favorecendo a mobilidade das nossas crianças e jovens”.
Quanto aos Edifícios Escolares que com a descentralização e Delegação de Competências, passaram para a alçada da Câmara Municipal, também irão ser intervencionados, “assumindo a autarquia a sua reabilitação”.
Sérgio Costa apontou a Guarda como sendo “um dos concelhos de toda a região centro, que mais ajuda as nossas famílias na aquisição dos seus livros escolares”. Disse também que a Câmara Municipal assegurou “o transporte gratuito para todos os estudantes até ao 12º ano e possivelmente ao Ensino Superior, através da aquisição de passes escolares em área rural e urbana”.

Emprego, habitação
e mobilidade

Para além da educação, o autarca também destacou a necessidade de “fixar os jovens e as suas famílias, com a criação de mais e melhor emprego no concelho”.
Lembrou que a autarquia tem feito “um esforço de captação de investimentos e de novas empresas e disse que “em dois anos são 400 novos postos de trabalho para a Guarda”.
Sérgio Costa agradeceu “a todos os empresários da Guarda que lutam todos os dias por criar riqueza e manter os seus postos de trabalho”.
O autarca lembrou a necessidade de “habitação para toda esta criação de emprego”. Com o objectivo de oferecer habitação digna, aos jovens que escolhem o concelho para estudar, mas também os idosos com mais dificuldades financeiras para habitação, a autarquia decidiu “avançar com um conjunto de medidas, começando pela revisão da Estratégia Local de Habitação e criar uma empresa municipal de capitais exclusivos do Município, já aprovados pelo Executivo e pela Assembleia Municipal, com controlo único e absoluto por parte da Câmara Municipal”.
Sérgio Costa adiantou que “foram criadas as condições para investir nos próximos anos, seja no Programa 1º Direito – Habitações Sociais, seja no Programa Habitações a Custos Acessíveis, o montante necessário para a construção ou reabilitação de mais de 450 fogos habitacionais”.
“Neste momento a Guarda tem uma das maiores oportunidades da sua história, de conseguir candidatar ao PRR e ao Portugal 2030, projectos adequados à estratégia dos Fundos Europeus para os próximos anos, trazendo o maior e, talvez, o último envelope financeiro de sempre”, disse Sérgio Costa.
No discurso, o autarca apontou a mobilidade como “fundamental para a qualidade de vida e o bem-estar dos Guardenses”. Destacou o Planeamento Urbanístico da Guarda “com a aprovação do Plano de Urbanização do Cabroeiro, que vai ser apresentada à Assembleia Municipal, irá permitir a construção da Variante da Ti-Joaquina, aquele que será um novo acesso ao Parque Industrial e à VICEG a partir da Cidade”.
Na cerimónia comemorativa do Dia da Cidade, a Câmara Municipal distinguiu, com a medalha de Mérito Municipal grau ouro, o Agrupamento de Escolas da Sé, o Agrupamento de Escolas Afonso de Albuquerque, o Outeiro de São Miguel, o Conservatório de Música de São José, o Instituto Politécnico da Guarda e a Escola Profissional da Guarda (Ensiguarda).
Na sessão comemorativa também participaram os representantes de Siegburg (Alemanha) e de Wattrelos (França), cidades geminadas com a Guarda.

Notícias Relacionadas