Congresso VMER Guarda juntou mais de 400 participantes

Iniciativa decorreu no Teatro Municipal da Guarda

O IV Congresso VMER Guarda, que decorreu nos dias 21 e 22 de Março, no Teatro Municipal da Guarda, incidiu sobre questões relacionadas com a realidade multidisciplinar no pré-hospitalar, os mitos da reanimação, as vias verdes, a realidade ibérica e as comunicações difíceis.
A alteração recente na Via Verde coronária na região, através da qual os doentes passaram a ser encaminhados para o Hospital da Covilhã em vez de irem para Viseu, foi um dos assuntos abordados no Congresso. Recorde-se que o Hospital da Covilhã tem em funcionamento, desde início de Fevereiro, a Unidade de Intervenção Cardiológica.
O Congresso foi organizado pela Associação de colaboradores da VMER Guarda, em parceria com a Unidade Local de Saúde da Guarda, juntou profissionais da saúde e operacionais das corporações de bombeiros, da Cruz Vermelha e da Protecção Civil, num total de mais de 400 participantes.
Desta iniciativa fez parte, no dia 22 de Março, um simulacro no Jardim José de Lemos que teve como objectivo a activação/simulação Plano de Emergência Municipal de Protecção Civil.
O exercício, que simulou um acidente de veículo ligeiro, com invasão do Jardim José de Lemos, atropelando aglomerado de pessoas, permitiu testar a resposta das várias equipas de intervenção afectas a esta infra-estrutura. A iniciativa contou com a presença de várias entidades como INEM, Bombeiros Voluntários da Guarda, Gonçalo e Famalicão da Serra, Cruz Vermelha Portuguesa e PSP, o Serviço Municipal de Protecção Civil e a ULS-Guarda.
A VMER da Guarda actua na área da ULS da Guarda que abrange 13 concelhos do distrito da Guarda. A sua actuação é solicitada através do Centro de Orientação de Doentes Urgentes (CODU), podendo haver situações em que se pode justificar a deslocação a zonas vizinhas da responsabilidade de outra VMER.
O funcionamento da VMER é assegurado actualmente por 15 enfermeiros e outros tantos médicos.

Notícias Relacionadas