alvaro2

Câmara estuda distribuição de funcionários pelas Freguesias

Guarda

A Câmara Municipal da Guarda está a estudar um novo programa de colocação de funcionários nas Juntas de Freguesia rurais, anunciou o seu presidente, Álvaro Amaro, na última reunião do executivo, realizada na sexta-feira, dia 25 de Julho.
O autarca respondia ao vereador do PS, José Igreja, que deu conta de algumas preocupações de presidentes de Junta pelo facto de os funcionários anteriormente distribuídos por algumas Freguesias rurais terem regressado à Câmara, por decisão no novo executivo. “A nossa ideia é que tem havido uma centralização do poder na parte urbana e tem ficado abandonado o espaço das Freguesias rurais”, disse José Igreja aos jornalistas, no final da reunião. O vereador explicou que os eleitos do PS chamaram a atenção para a saída de 14 pessoas das Freguesias rurais do concelho e que, por tal facto, deixaram de tratar os jardins e deixaram de fazer o embelezamento e a segurança dos espaços. “Retirar estas 14 pessoas das Freguesias torna complicadíssima a vida das Freguesias. Esperamos que este nosso alerta seja tido em conta pelo senhor presidente” da Câmara, referiu. E acrescentou: “Sente-se claramente que há um abandono das aldeias onde estavam a trabalhar e que os presidentes de Junta gostariam de voltar a ter esse apoio porque não têm capacidade para comporem caminhos ou jardins”.  Álvaro Amaro explicou que havia 14 funcionários “em meia dúzia de Freguesias e com uma injusta distribuição”, dando o exemplo de Gonçalo que tinha 4 trabalhadores camarários que estavam funcionalmente dependentes da Junta. “Eu espero que em Setembro tenhamos o programa [de distribuição de funcionários pelas Freguesias rurais] definido, para saber se são 14, se são 10 ou se são 20 e para onde serão”. “Eu só não sei quantos funcionários e para onde. Certamente que a Junta de Freguesia de Gonçalo não vai lá ter 4 como tinha”, garantiu.
Álvaro Amaro explicou que já reuniu com todos os presidentes das Juntas de Freguesia a quem explicou as intenções do Município sobre esta matéria, garantindo que “queremos ser um Município muito mais descentralizador e vamos provar isso”.

Notícias Relacionadas